Meu filho é hiperativo ou sapeca?

Agitação não é sinônimo de hiperatividade ou de Transtorno do Déficit de Atenção por Hiperatividade (TDAH).   A criança hiperativa tem um comportamento irrequieto e superexcitado. Normalmente não consegue se concentrar em uma única atividade, vive derrubando e perdendo as coisas, fala compulsivamente e é extremamente desatenta.
Muitas crianças agitadas são rotuladas erroneamente de hiperativas. A grande diferença é que quem sofre dessa doença apresentam esse distúrbio independente da hora, do dia e do lugar onde estejam.

Elas são hiperativas de dia, durante a noite, em casa, na escola, na casa dos amigos, na igreja, em situações agradáveis e desagradáveis.    Para os pais saberem se a criança é hiperativa ou apenas sapeca, é importante observar se os fatores ambientais como a escola, o desentendimento dos pais ou a perda de alguém importante estão favorecendo esse comportamento. Muitas vezes a agitação da criança é o reflexo do que ela está vivendo no seu dia a dia.

Os sintomas da doença costumam se manifestar até, no máximo, sete anos de idade. Como essa é a idade escolar, o grande problema é que essas crianças acabam sendo prejudicadas na escola, pois não conseguem se concentrar e não aprendem o que é ensinado.
Os pais de crianças hiperativas precisam aprender a lidar com essas crianças para que possam ajudá-la a controlar seu comportamento. É essencial estabelecer limites e repetir diversas vezes as mesmas instruções sem perder a paciência. Insista para que a criança pegue apenas um brinquedo por vez e peça ao professor que ela sente na primeira fila, longe da janela, para evitar distrações.
Embora a hipertatividade não tenha cura, quando tratada por especialistas como neurologistas, psiquiatras, fonoaudiólogos ou outros profissionais especializados nessa área, o distúrbio pode ser bem administrado.
Principais sintomas da hiperatividade: – Dificuldade de concentração   – Não escuta quando lhe dirigem a palavra   – Não aceita tarefas que envolvam trabalho mental   – Não se envolve em brincadeiras e não as mantém por muito tempo   – Tem problemas de coordenação motora   – Tem dificuldade em aguardar sua vez   – Fala em demasia, nunca para sentado, não aceita regras – Está ligado dia e noite

Orientações:  

0 a 3 anos – Os pais devem aprender a se controlar e não ficar irritados com o comportamento da criança hiperativa. Tire vasos e objetos delicados do caminho deles para evitar que se machuquem.

3 a 6 anos – É muito importante que os pais elogiem a criança quando ela fizer coisas certas. Dessa forma ela vai aprender a maneira adequada de se comportar.

6 a 9 anos – Cuidado para não sobrecarregar a criança com atividades extracurriculares. Embora ela pareça ter sempre muita energia, o estímulo demasiado é prejudicial e eles precisam de descanso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *